Actual
24 Fevereiro, 2022

Deputada Moldava relata primeiras horas do conflito Rússia – Ucrânia: “Situação muito Tensa”

A deputada (PAS) moldava, Ângela Munteanu Pojoga, relatou às primeiras horas desta quinta feira, 24 de fevereiro, à Perspetiva, como está a população do seu país a viver o conflito entre Rússia e Ucrânia.

Nas primeiras horas de guerra, Ângela admite que a população “está preocupada”, uma vez que a situação que ali se vive “é muito tensa”.

“É uma situação tensa, todos estão em alerta porque há a Transnístria onde as tropas russas estão estacionadas”, relatou.

Munteanu Pojoga, continuou acrescentando que “o fecho do espaço aéreo da República da Moldávia é imposto pelo facto de estarmos nas imediações de ações militares. Com esta medida queremos garantir a segurança dos voos civis”, explicou.

“As pessoas estão preocupadas. A situação é tensa, mas a nossa mensagem é estarmos unidos e solidários com os ucranianos”, garantiu a deputada.

Ângela descreveu desta forma o que está a acontecer no território e apelou ao regresso dos cidadãos moldavos ao país e revelou total disponibilidade da Moldávia em receber cidadãos ucranianos no seu território :

“Queridos amigos, nestes tempos difíceis devemos ser solidários, unidos e responsáveis.

A Rússia lançou ataques militares contra a vizinha Ucrânia, em flagrante violação do direito internacional. A comunidade internacional é unânime em condenar este ato de guerra.

O presidente Maia Sandu convocou uma reunião do Conselho Supremo de Segurança, que pedirá ao Parlamento que declare estado de emergência. A Comissão de Situações Excecionais também será convocada hoje para tomar as medidas necessárias para gerenciar esta crise e desafios humanitários. Queridos amigos, é importante mostrar solidariedade, sermos unidos e responsáveis ​​nestes momentos complicados.

Foi ordenado intensificar os esforços de patrulhamento das subdivisões do Ministério da Administração Interna, a fim de evitar possíveis desafios.

Pedimos aos cidadãos da República da Moldávia que visitam ou permanecem na Ucrânia que voltem para casa

Pedimos aos cidadãos da República da Moldávia que visitam ou permanecem na Ucrânia que voltem para casa. Todas as passagens de fronteira são abertas e abertas, com tripulações adicionais.

Nos pontos de passagem de fronteira com a Ucrânia há um aumento no fluxo de trânsito, nossas instituições instalam centros de triagem. Vamos ajudar as pessoas que precisam do nosso apoio.

Estamos prontos para acomodar dezenas de milhares de pessoas

No momento, estamos prontos para acomodar dezenas de milhares de pessoas. Ao mesmo tempo, o governo está em constante contato com organizações internacionais e preparamos vários cenários caso tenhamos um fluxo maior de refugiados.

Acompanhamos atentamente a evolução da situação no país e na região. Estamos em contato com as autoridades dos estados vizinhos e com outros parceiros externos.

O pedido aos cidadãos é que todos sejamos compreensivos e prontos a ajudar uns aos outros. Apelo às autoridades da administração pública local para que também estejam disponíveis em serviço, e que trabalhem com as autoridades centrais, se necessário.

Todas as instituições estatais estão em alerta, existe um centro de gestão de crises. Nossa prioridade é manter as pessoas seguras”.

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.