ActualRegional
4 Dezembro, 2015

“Amigos da Bicharada” salvam animais

A Associação “Amigos da Bicharada” existe em Elvas há cerca de dez anos. Numa quinta particular são albergados mais de três dezenas de animais, que ali chegaram vítimas de maus tratos.

Na sua maioria viveram experiências dramáticas de abandono e violência. Na quinta encontraram uma casa, quem os alimenta, cuida e mantém vivos e com dignidade.

O Zeca foi resgatado da rua ainda cachorro junto à entrada de um prédio na cidade. Foi pontapeado violentamente o que acabaria por lhe partir uma das patas traseiras. Após intervenção cirúrgica e aplicação de uma prótese voltou a caminhar e vive saudável há vários anos nos “Amigos da Bicharada”. Cada animal traz consigo uma história e muitos deles exibem as marcas e cicatrizes de um passado de violência.

Atualmente a capacidade do espaço está lotada. A manutenção e limpeza são diárias e as tarefas são rotativas entre os elementos da Associação.

A adotação destes animais é difícil, pois são de grande porte, com alguma idade e necessitam de cuidados médico-veterinários com regularidade.

Dívida no Veterinário aumenta

Uma das maiores dificuldades é a dívida contraída na clínica veterinária. “O valor é superior a dois mil euros”, atesta Manuela Beliz, responsável pela Associação, que em sua casa dá abrigo a mais sete animais.

No futuro, Manuela gostava de concretizar um projeto de acolhimento digno para estes animais. “O espaço está escolhido agora só falta mesmo o aval da Câmara de Elvas para podermos concretizar este sonho e aumentar a capacidade de resposta”.

A lei que criminaliza os maus tratos contra animais entrou em vigor em 2014 e prevê que “quem, sem motivo legítimo, infligir dor, sofrimento ou quaisquer outros maus tratos físicos a um animal de companhia é punido com pena de prisão”.

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.