Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Claúdio RamosOpinião
31 Agosto, 2016

… 19 anos sem ela! (mas com ela em todo o lado)

Hoje, 19 anos depois, o mundo continua a girar como se Diana estivesse aqui. É envolvida em tudo, comparada com tudo.

… 31 de Agosto de 2016. E assim, quando sem se dar por isso, passaram 19 anos que morreu Diana de Gales.

A Princesa do Povo – como ficou conhecida – viveria a sua grande paixão quando morreu num acidente na madrugada quente de Agosto em Paris.

Diana nasceu com o destino traçado para viver aquele que seria o conto de fadas mais fascinante na história das casas reais, só pode! De professora humilde e dedicada, a mulher mais famosa do mundo e altamente estratega.

Foi a mais fotografada, a que até hoje mais capas de revista fez e a que mais vende, a única que conseguiu usar a imprensa a seu favor e acabar vítima dela.

Todos os anos, por esta altura, há sempre uma conspiração nova sobre o assunto, este ano inventaram-lhe uma filha secreta e um encontro com a neta! Hoje, 19 anos depois da sua morte, qualquer capa com Diana de Gales lidera vendas.

Diana revelou-se próxima do povo, mas distante o suficiente para não sair do seu pedestal, mesmo depois de assumir publicamente a sua traição a Carlos e a traição de Carlos a ela, os problemas com a comida, com a imagem… Estranho destino este de se morrer apaixonada – dizem que grávida – na cidade do Amor depois de jantar no Ritz.

Hoje, 19 anos depois, o mundo continua a girar como se Diana estivesse aqui. É envolvida em tudo, comparada com tudo.

Fosse eu inteligente (um pouquinho mais), e comprava a patente do nome da sogra que é sem nunca o ter sido, da avó maravilhosa que nunca foi, da mãe extremosa mais ausente da história mundial e da mulher que saberia mais de marketing pessoal que todas as agências de comunicação de Portugal juntas.

diana

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.