Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
ActualRegional
8 Outubro, 2017

Doenças neurológicas debatidas em Elvas

Aparsin, Universidade de Extremadura e Escola Superior de Saúde de Portalegre - IPP organizam o 1º Congresso Ibérico, em Elvas.

I Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas realiza-se em Elvas no próximo dia 12 de outubro (quinta-feira), no Centro de Negócios Transfronteiriço da cidade.

A ação é promovida pela APARSIN, em parceria com a Escola Superior de Saúde do IPP e a Universidade da Extremadura.

O Congresso que abordará a visão tridimensional da doença Parkison contará com conferências, workshops e pósteres.

Sobre o Congresso

Especialistas portugueses e espanhóis na área das doenças neurológicas vão juntar-se em Elvas a 12 de outubro.

É a edição inaugural do I Congresso Ibérico sendo um projeto de continuidade, em que o objetivo será anualmente debater num contexto de conhecimento e práticas as diferentes doenças do foro neurológico que afetam diariamente milhares de pessoas mundialmente.

Doença de Parkinson

A Doença de Parkinson é tema central deste 1.º Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas, a 12 de outubro no Centro de Negócios Transfronteiriço de Elvas, sendo a segunda doença neurodegenerativa com mais indicadores em ambos países transfronteiriços.

Ao longo do dia, especialistas e investigadores portugueses e espanhóis vão intervir em três mesas e cinco workshops sobre a temática.

As três mesas deste 1.º Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas vão estar centradas em outras tantas abordagens sobre a Doença de Parkinson: Presente e Futuro da Investigação; Abordagem Multidisciplinar; e, por último, Metodologias e Terapias Complementares.

No lote de oradores do Congresso estão, entre outros, o neurologista Joaquim Ferreira, diretor clínico do CNS – Campus Neurológico Sénior;  José Fuentes, investigador principal no Centro de Investigación de Biomedica en Red de Enfermedades Neurodegenerativas (CIBERNED); e Alicia Berenguer, neurologista e diretora da Neuroclínica Mendez Berenguer, em Badajoz.

Na sua componente de prática existem vários workshops em que poderá participar. Especialistas e técnicos dos dois países vão apresentar práticas terapêuticas relativas à alteração da voz e deglutição na Doença de Parkinson, Adaptação às Atividades da Vida Diária e Gestão Emocional, entre outras.

O último workshop apresenta o projeto “Dançar com Parkinson”, a partir de uma parceria com a Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, sendo o momento de convívio e aprendizagem entre todo o congresso.

Ao início da manhã, na cerimónia de abertura do 1.º Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas, está prevista a presença, entre outras individualidades, do presidente da Junta da Extremadura, Guillermo Fernández Vara, e do presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, José Robalo.

No âmbito de atividades científicas este congresso abre oportunidade de concurso de pósteres, sendo prémio final de valor monetário. Todos os interessados deverão submeter inscrição obrigatória no congresso incluindo a participação direta no Workshop 5 “Dança com Parkinson”.

Se submeter inscrição até dia 30 de setembro poderá escolher gratuitamente mais um dos quatro workshops disponíveis já que as suas vagas são limitadas.

Todas as informações acedendo ao link http://cidn2017.aparsin.pt/

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.