Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
ActualRegional
21 Novembro, 2019

Campo Maior recupera Património para atrair Turismo

Herança patrimonial prestes a ser devolvida aos campomaiorenses.

A Fortificação abaluartada de Campo Maior está prestes a ser devolvida à vila, ao Alentejo, ao país e ao mundo. O Projeto de Requalificação decorre desde 2017 e tem fim previsto para o final deste ano.

A intervenção irá permitir que à população de Campo Maior lhe seja desenvolvida uma herança patrimonial e cultural há muito desejada e merecida.

Requalificação da fortaleza de Campo Maior

João Muacho – Presidente da Câmara Municipal de Campo Maior

A requalificação abrange toda a área de muralha que vai do Baluarte da Boa Vista ao Meio Baluarte do Curral dos Coelhos, incluindo Meio Baluarte de S. Sebastião e Capela de S. Sebastião, o Mártir Santo.

Os trabalhos estendem-se a uma extensão de muralhas com cerca de 1600 metros de comprimento e uma altura média de 10 metros. O traçado da fortificação é abaluartado e forma um polígono irregular de 10 lados com alguns troços já desaparecidos.

A fortaleza integra um castelo, que detém ainda duas das suas seis torres originais, um fosso, que é visível em quase toda a extensão da muralha, e uma série de baluartes.

A intervenção vai implicar movimentos de terra, a reabilitação de alvenarias da fortificação, paredes de taipa, revestimentos, redes de águas, de esgotos e pluviais, instalações elétricas e calçadas.

A Requalificação da Fortificação Abaluartada de Campo Maior é um projeto cofinanciado no âmbito do programa Portugal 2020 – Alentejo 2020, do FEDER.

A obra deverá estar terminada até ao final do ano de 2019.

Centro Interpretativo das Festas do Povo – Casa das Flores

Casa das Flores será naquela que foi a 1ª sala de cinema da vila

O Antigo Edifício Militar do Assento irá futuramente acolher o Centro Interpretativo das Festas do Povo – Casa das Flores.

A intervenção assenta na recuperação e adaptação do antigo “Assento Militar”, um edifício do Século XVIII, que se localiza no Centro Histórico de Campo Maior e está incluído na ARU – Área de Reabilitação Urbana, destinado a espaço público de utilização coletiva, com a versatilidade suficiente e necessária ao acolhimento de dinâmicas culturais e expositivas das raízes locais.

Imagem Virtual do Projeto

Este é um projeto cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Alentejo – Alentejo 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), representa um investimento total de 1.420.400,00 €, financiado a 85%, com o Município a assegurar o valor da contrapartida nacional no valor de 213.060,00 €.

Todo o espólio museológico e etnográfico do Museu Aberto voltará a estar disponível para ser visitado aquando do término desta intervenção.

Galeria com mini auditório; gabinetes e exposições

Espaço.Arte

A Antiga Escola EB1 da Avenida da Liberdade será o novo espaço cultural da vila.

Este renovado espaço irá acolher futuramente o ESPAÇO.ARTE, que irá certamente representar uma nova dinâmica para a vila, quer em temos de Cultura quer de Património, mas também de toda a dinâmica urbana e social.


Este é um projeto cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Alentejo – Alentejo 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), representa um investimento total de 296.800,00 €, financiado a 85%, com o Município a assegurar a contrapartida nacional no valor de 44.520,00 €.

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.