ActualRegional
28 Março, 2016

Dia Nacional dos Centros Históricos assinalado em Elvas

Esta segunda-feira, dia 28, assinala-se o Dia Nacional dos Centros Históricos, data que foi criada em março de 1993 pelo Governo e a Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico (APMCH), como forma de lembrar o património nacional.

A comemoração desta data está ligada a Alexandre Herculano, uma das figuras da cultura portuguesa que melhor defendeu o património nacional, e foi escolhida a data do seu aniversário (28 de março), como forma de homenagear o espírito e a obra do escritor e historiador que modernizou os métodos para a investigação do passado e do Homem e criar uma oportunidade para a promoção das ações desenvolvidas pelos municípios no que diz respeito à salvaguarda dos seus centros históricos.  O município de Elvas assinala a efeméride.

Elvas integra a APMCH desde há alguns anos, sendo que para além de Elvas integram esta Associação uma centena de autarquias que visam um objetivo comum: a defesa, conservação, recuperação, reabilitação, revitalização e animação dos seus núcleos urbanos históricos, considerando-os zonas com necessidade de proteção prioritária, uma vez que apresentam valores culturais e patrimoniais determinantes para as populações que neles habitam.

Projetos para o Centro Histórico de Elvas

Neste âmbito, a Autarquia de Elvas tem desenvolvido um conjunto de ações que visam a defesa, conservação, recuperação e reabilitação do seu centro histórico, nomeadamente a concretização do Plano de Pormenor de Salvaguarda do Centro Histórico e o Plano de Pormenor de Salvaguarda das Fortificações de Elvas, documentos recentemente aprovados em Assembleia Municipal, que têm como objetivo a promoção de um desenvolvimento equilibrado do centro histórico, salvaguardando o património histórico e cultural, com preocupação pelo bem-estar pelas condições de habitabilidade.

Para além disso, é ainda objetivo do município elvense a criação de um Centro das Artes e Ofícios do Património (CAOP), cuja sede funcionará nas instalações do antigo Quartel do Comando, na Rua de Martim Mendes. O CAOP nasce da vontade e da coperação de quatro entidades: a Câmara Municipal de Elvas, a Câmara Municipal de Campo Maior, o Ayuntamiento de Badajoz e a Associação InCIDADES, tendo como objetivo posicionar-se como uma referência na formação de novos profissionais das artes e ofícios do património e na valorização dos mestres guardiões dos saberes- fazer locais.

Para tal o Centro pretende oferecer uma oferta de formação profissional de curta duração, inicial e contínua, centrada na aquisição de competências, ajustada à necessidade das empresas e do mercado de trabalho e à integração socioprofissional de grupos com dificuldades de inserção no mercado de trabalho.

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.

Deixar uma resposta