Fernanda SesifredoOpinião
20 Novembro, 2017

Que seja definitivo

Vai só, contigo e com o resto do Mundo que em silêncio te quer verdadeiro.

Não estejas com quem não desejas estar, caso contrário vestes uma hipocrisia a crescer. Mesmo que isso implique que fiques sozinho, deixa estar. É melhor assim.

Mentes, finges, és outro qualquer que não tu.

Mata definitivamente as relações a que te obrigas aturar. Não sejas mais hipócrita! Podes sair em silêncio mas não voltes nem olhes para trás porque “- eu mudei” é mentira.

Ninguém muda. No mínimo toma o teu lugar e vive como um hipócrita. E se houver um que não sejas tu, que seja ela.

O papel que antes ocupaste não mais poderá acontecer, Nunca! Esse papel é o mais difícil de vestir, o papel da mentira, do tentar obsessivamente ser outro para agradar a outro.

A outro que não te gosta, de quem queres longa distância. Sê tu e ganha a dignidade e o respeito que perdeste todos os dias da tua vida adulta.

Não queiras conhecer muita gente como se isso significasse que conheceres boa gente. Estás enganado! Porque é muita gente para uma só pessoa. Talvez somente  uma seja “a imprescindível e sensata gente”.

Não mais perderás tempo ansiando que os momentos terminem porque os queres efémeros a partir de um dia há muitos dias atrás.

Vai lá ser tu que a outra já percebeu que está deslocada na tua vida porque nem lhe pertence.

Não sejas hipócrita e não finjas, ainda que isso implique ficares contigo em paz e nada paga isso, acredita. Vai só, contigo e com o resto do Mundo que em silêncio te quer verdadeiro.

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.

Deixar uma resposta