Claúdio RamosOpinião
25 Janeiro, 2018

…Gosto de Estar! (Não Gostamos Todos?)

Gosto de deitar conversa fora com os amigos. Gosto de ter amigos. Gosto de soltar gargalhadas por coisa nenhuma.

… Estava aqui a pensar que gosto muito de estar aqui. De estar. De pensar. De pensar sozinho. Pensar por pensar, e dar comigo a pensar nas coisas que gosto. Gosto disso como gosto de acordar com uma mensagem bonita no telefone.

Gosto de poesia. Gosto de sentir o cheiro a primavera assim que abro a janela do quarto. Mas também gosto muito do cheiro a chuva de manhã e ao fim do dia.

Gosto de adormecer sem querer. Mas também gosto de dormir mais quinze minutos depois de o despertador tocar. Gosto de descobrir séries umas atrás das outras. Mas não gosto muito mais de cinema.

Gosto de passar o serão em casa. Gosto de deitar conversa fora com os amigos. Gosto de ter amigos. Gosto de soltar gargalhadas por coisa nenhuma. Gosto de dormir nu e de andar descalço. Gosto do cheiro a cama lavada e do frio dos lençóis. Gosto do cheiro a café e de beber um abatanado.

Gosto de pão integral, de comer chocolate, e gelado de menta. Gosto de conduzir sem trânsito, se  tiver vontade de conduzir. Gosto do Alentejo e de tudo o que ele me representa. Gosto de subir a minha rua, de passar na minha antiga rua e de parar numa esplanada. Gosto de estar uma tarde inteira numa esplanada. Gosto de viajar, da expectativa da viagem, de descobrir coisas novas, mas também de ir e estar nos mesmos lugares de sempre. Gosto de me sentir em casa fora de casa. Gosto de desfazer malas. Gosto de pensar. De estar parado a pensar e de misturar o pensamento com o sonho.

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.

Deixar uma resposta