André SilvaOpinião
18 Setembro, 2016

Ao longe!

Mesmo longe, vou estar na procissão dos pendões. Sei que os meus amigos vão partilhar muitas fotografias e vídeos. Sei que posso ver a procissão nesta Perspetiva! Obrigado por isso!

Estas linhas podiam terminar logo no início. Tudo porque não há palavras para explicar que sentimento é este que só nós, elvenses, sentimos quando estamos longe de casa e da terra que nos viu nascer.

A cada 20 de Setembro é obrigatório que Elvas receba os filhos da terra. Tal como acontece no Natal, por esta altura todos regressamos para nos deixarmos invadir pelo espírito do Senhor Jesus da Piedade. Para integrarmos ou vermos passar uma procissão única no mundo.

Este ano para mim é diferente. Estou longe e custa-me estar longe. Quase 13500 quilómetros me separam da minha terra. E, tal como disse no início, não há palavras para explicar o que se sente estando aí ou aqui.

Sei que não vou ouvir o hino do Senhor Jesus da Piedade ao vivo. Aquele que só a Banda 14 de Janeiro sabe tocar. Aquele que me faz soltar uma lagrima cada vez que o oiço ao vivo. Sou de Elvas, orgulhosamente elvense. Cidade onde nasci e onde vou acabar os meus dias, garantidamente.

Hoje as redes sociais dão uma ajuda a estreitar as distâncias e a fazer delas uma curta barreira mesmo a milhares de quilómetros de distância. Mesmo longe, vou estar na procissão dos pendões. Sei que os meus amigos vão partilhar muitas fotografias e vídeos. Sei que posso ver a procissão nesta Perspetiva! Obrigado por isso!

Bom São Mateus a todos!

 

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.

Deixar uma resposta