Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
ActualDesportoRegional
23 Agosto, 2019

Ski Náutico e Wakeboard agitam águas de Montargil

Ski Náutico e Wakeboard: competição reúne elite dos dois desportos.

A albufeira da barragem de Montargil recebe neste fim de semana, dias 24 e 25 de agosto, a elite nacional do Ski Náutico e do Wakeboard.

Pontuação para Quadro Competitivo da Modalidade

A velocidades muito próximas dos 60 quilómetros/hora sobre a água, a ação pontua para o quadro competitivo das duas modalidades, com a presença de várias gerações de atletas.

60 Atletas em Competição

É a segunda etapa do quadro competitivo de duas modalidades “irmãs” cujo o nível tem vindo a subir em Portugal nos últimos anos: Ski Náutico e Wakeboard. Durante esta jornada são esperados cerca de seis dezenas de atletas distribuídos por quatro categorias distintas (Femininos, Infantis, Open e Amadores no Wakeboard e Femininos, Infantis, Open e Seniores no Ski Náutico).

Numa organização da Federação Portuguesa de Motonáutica (entidade que tutela no nosso país as duas disciplinas) em colaboração com a Nautique Portugal, é esperada muita animação dentro e fora de água.

Marina de Montargil recebe evento

A ação estará centrada junto à marina de Montargil, onde ficará instalada a base logística para atletas e público. O arranque fica por conta do Ski Náutico (9 horas de sábado), tendo em conta a tradição onde as provas decorrem habitualmente às primeiras horas da manhã.

No período da tarde as manobras ganham uma nova forma com o quadro do Wakeboard, modalidade nascida em finais dos anos 70 do século passado nos Estados Unidos da América e que resulta do cruzamento das influências do Ski Náutico, do Surf e do Snowboard.

Contando com o apoio da Câmara Municipal de Ponte de Sor, o “Montargil Ski & Wake by Nautique” aposta também num intenso programa social, onde se destaca uma “sun set party” no sábado animada pelo DJ Baratta e Sax Armstrong.

Praticadas preferencialmente em águas paradas, as duas modalidades partilham um mesmo meio para atingir as mais espetaculares manobras – um barco com elevada potência (cerca de 500 cavalos) especialmente desenvolvido para o efeito que produz uma onda regulável de acordo com o nivelamento do casco.

 

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.