ActualClaúdio RamosOpinião
4 Março, 2019

…Não gosto do Carnaval (Mas não é de hoje)

Não gostava do carnaval, porque nunca achei graça a máscaras.

… Quando eu era muito pequeno, já achava que o mundo era grande. Enorme! Sonhava sentado numa escadaria de pedra antiga igual a esta, num quintal grande de uma casa alentejana.

Sonhava com o dia de hoje. Não media, nem podia imaginar o caminho nem as consequências dele. Fui sonhando sempre ao longo da vida.

Um degrau mais acima, outro mais em baixo. Fiquei parado algumas vezes, mas nunca desisti nem baixei os braços.

Gostava de cantar agarrado a uma escova de cabelo. Imaginava-me a apresentar festivais, a fazer novelas, a entrevistar-me a mim próprio. Dançava e sonhei ser bailarino. Tinha muitos amigos e adorava fazê-los rir. Gostava de ser o centro das atenções.

Andava vestido igual aos meus irmãos. Comia um Cornetto aos Domingos e não podia andar na rua até depois das nove da noite.

Adormecia com o Vitinho e rezava. Gostava dos Santos populares, do Natal, do dia dos meus anos, mas não gostava do Carnaval.

Não gostava do carnaval, porque nunca achei graça a máscaras… Não sei exactamente o que é mas não gosto, mas se calhar até gostava de gostar, porque invejo a alegria das pessoas que durante uns dias se despem de si e vivem outras vidas e alegrias, pode ser divertido e até terapêutico, mas não consegui ainda passar a barreira.

Talvez seja isto das máscaras, ou então o facto de muita gente andar disfarçada o ano todo e nesta altura soltar a máscara, não sei o que é.

Mas não gosto. Percebo o Carnaval o seu significado mas se quando eu era pequenino não gostava do Carnaval, com a idade comecei a perceber que gosto ainda menos….

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.

Deixar uma resposta