Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
ActualRegional
27 Fevereiro, 2018

Évora vai ter Laboratório Vivo para a Descarbonização

Évora, pretende afirmar-se como um ambiente de baixo carbono.

O Fundo Ambiental aprovou a candidatura da Câmara Municipal de Évora para a implementação do projeto Laboratório Vivo para a Descarbonização de Évora (LVpD).

O projeto centra-se na redução de CO2 no âmbito do estabelecido no pacto dos autarcas. Ao nível da mobilidade, no que se refere ao transporte público e transporte de mercadorias, destaca-se a implementação de modelos e soluções tecnológicas que contribuam para cumprir os objetivos de redução do CO2 e recolher dados informativos úteis para a elaboração do Plano de Mobilidade para o CHE. Em Évora, prevê-se operações urbanas mais sustentáveis através da utilização de pequenas viaturas elétricas.

Os laboratórios vivos para a descarbonização têm como objetivo cocriar cidades mais inovadoras, sustentáveis, inclusivas e resilientes, com vista a melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e das comunidades e, entre outros aspetos, fomentar a descarbonização das cidades, através da implementação de soluções tecnológicas que aumentem a eficiência e reduzam o consumo de energia. Évora, pretende afirmar-se como um ambiente de baixo carbono, resiliente, acessível, participado e conectado.

O projeto apresentado por Évora, uma das 10 candidaturas aprovadas a nível nacional, a desenvolver no Centro Histórico (CHE), terá uma forte componente ao nível do envolvimento da população, pretendendo-se com este projeto identificar e testar soluções convergentes com os princípios enunciados no Pacto de Autarcas e nos Acordos de Paris mas, também, consolidar modelos de trabalho suscetíveis de virem a ser replicáveis em cidades de todo o mundo.

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.