Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
ActualNacional
6 Setembro, 2019

Delta Cafés combate Violência Doméstica em Pacotes de Açúcar

Campanha da GNR na luta contra a Violência doméstica difundida através dos pacotes de açúcar da Delta.

A empresa Delta Cafés e a Guarda Nacional Republicana (GNR) lançaram, em conjunto, uma campanha de sensibilização, a nível nacional, de prevenção e o combate à violência doméstica.

A campanha será materializada na difusão de mensagens impressas em pacotes de açúcar, através da adaptação de provérbios populares portugueses ao tema da violência doméstica.

Rita Nabeiro representou a Delta Cafés no lançamento desta Campanha, que decorreu na quinta feira, 5 de setembro, no Comando Geral da GNR no Largo do Carmo, em Lisboa.

Rita Nabeiro: “iniciativa simples, mas importante”


Rita Nabeiro, considerou que “é uma iniciativa simples, mas importante, concebida internamente pela GNR e que, por esse motivo, lhe quis dar alguma pompa e circunstância com a presença do ministro de Administração Interna e o Comandante Geral da GNR”.

“Reduzir os números de vítimas de violência doméstica em Portugal”

Rita Nabeiro elogiou ainda o empenho e iniciativa desta força de segurança, “para mim, que estou pouco habituada a tanto continência e farda junta, foi uma nova experiência. Mas foi sobretudo interessante conhecer algumas das pessoas que zelam pela nossa segurança e sentir que, com esta campanha querem genuinamente aproximar-se das pessoas e sobretudo, sensibilizar a população com o objectivo de reduzir os números de vítimas de violência doméstica em Portugal”.

Para além de ser um crime, tantas vezes com consequências fatais, a violência doméstica constitui uma preocupação prioritária da GNR, à qual a Delta Cafés se quis associar.

 Estratégia de Consciencialização

Trata-se, pois, de uma iniciativa enquadrada numa estratégia de consciencialização, que visa contribuir para a mudança de comportamentos da sociedade e para a progressiva intolerância social face à violência doméstica, uma vez que este flagelo impõe a adoção de estratégias multissetoriais e de respostas rápidas de múltiplas naturezas.

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.