ActualRegional
6 Dezembro, 2017

Bonecos de Estremoz a um passo da classificação da UNESCO

Dos 49 dossiers apresentados,resultaram 35 candidaturas,tendo sido várias chumbadas e só nove vão a votação,entre as quais a de Portugal referente à Produção de Figurado em Barro de Estremoz.

A decisão da inclusão da Produção de Figurado em Barro de Estremoz na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade está prestes a ser conhecida.

A decisão será tomada durante a 12.ª Reunião do Comité Intergovernamental da UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, que já decorre na Coreia do Sul até dia  9 de dezembro, sábado.

Luís Mourinha (Presidente da Câmara Municipal de Estremoz), Gonçalves de Jesus (Embaixador de Portugal na Coreia do Sul), António Ceia da Silva (Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo) e Hugo Guerreiro.

Dos 49 dossiers apresentados,resultaram 35 candidaturas,tendo sido várias chumbadas e só nove vão a votação,entre as quais a de Portugal referente à Produção de Figurado em Barro de Estremoz.

Trata-se de um candidatura que foi entregue a 22 de março de 2016 e aceite pela UNESCO a 21 de novembro do mesmo ano, estando o processo de candidatura em fase de avaliação até à data da decisão final, em dezembro.

A Produção de Figurado em Barro de Estremoz (vulgarmente conhecida como “Bonecos de Estremoz”) é uma Arte única, património cultural de Estremoz e de Portugal, e brevemente será também Património da Humanidade.

Maria Inácia: “Os Bonecos representam toda a nossa cultura”

Maria Inácia Fonseca, das Irmãs Flores, tem trabalhado nesta arte singular desde sempre e considera que se trata de reconhecimento justo, caso os Bonecos de Estremoz ganhem esta corrida.

“Será muito bom para o nosso trabalho, para além de já ser muito reconhecido passará a ser ainda mais. É bom para a cidade e para a nossa cultura, porque os Bonecos representam toda a nossa cultura”, afirmou.

António Serrano: “Irá trazer mais valias para Estremoz”

Por sua vez, António Serrano, da Câmara Municipal de Estremoz, acredita que com a atribuição do selo da UNESCO, Estremoz ganhará novo impulso.

“Irá trazer mais valias para Estremoz, nomeadamente ao nível do turismo, do desenvolvimento económico e da própria criação de emprego, porque mais jovens se sentirão atraídos por perpetuar esta arte pelas gerações futuras”.

 

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.

Deixar uma resposta