ActualEconomiaEmpresárioRegional
9 Abril, 2018

Arquitetos Luís Cachola e Ana Morais são os Empresários do Mês

Os empresários Luís Cachola e Ana Morais são ambos arquitetos e fundadores da empresa sediada em Elvas- Connective Architets.

Foi em 2013 que nasceu a Connective Arquitets fruto de todas as experiências profissionais dos arquitetos. O nome inglês resulta de um posicionamento estratégico no mercado muito bem definido.

Perspetiva Global

“Fazer conexões com outras áreas e outras pessoas. O Connective significa precisamente conectar e gerar conexões e ligações, relações.O facto de ser em inglês tem a ver com a nossa perspetiva global do  mundo e ter uma empresa que é internacional”, explica Ana Morais.

Com a classificação de Elvas a património da Humanidade, o centro histórico de Elvas ganha uma nova vida ao nível da recuperação de imóveis. O respeito pelos tecidos urbanos antigos é um denominador comum nos vários projetos desenvolvidos.

Arquitetura Serve as Pessoas

Em qualquer projeto o Princípio passa sempre pelas mãos do arquiteto. Para Luís Cachola a atividade é mais do que idealizar e projetar edifícios ou espaços, porque a arquitetura existe para servir as pessoas.

“Para mim ser arquiteto tem uma forte componente social. Tudo o que nós fazemos tem impacto direto quer na paisagem urbana quer na paisagem rural e deve ser feito em consciência. A arquitetura serve para as pessoas”, define Luís Cachola.

A empresa está localizada em Elvas. Um território altamente inspirador para a arquitetura, de acordo com a dupla de arquitetos.

 

Através desta empresa, Elvas fica também na história de muitos locais a nível nacional e internacional, como é exemplo a intervenção efetuada no Food Court do Aeroporto de Lisboa.

Food Court do Aeroporto de Lisboa

 

Nos anos de 2008 e 2009, os arquitetos trabalharam em Angola no programa Benguela Sul. Ali tiveram a possibilidade de desenvolver projetos que já não se fazem nos países europeus, como desenhar cidades.

Neste continente desenvolveram trabalhos na área social, turismo e planos de urbanização. A diversidade de trabalhos desenvolvidos e a experiência daí retirada é muito vasta para esta dupla de arquitetos.

Perfumaria Benguela

Restaurante de Praia – Lobito

Retail Park – Lobito

Urbanismo Comercial Huambo

Em Elvas projetaram uma habitação uni familiar recuperando uma tradição da arquitetura portuguesa: o azulejo. O trabalho fotografado pelo conceituado arquiteto  Fernando Guerra mereceu destaque numa exposição no Centro Cultural de Belém – CCB.

As competências profissionais muito diversas e reconhecidas, assim como o “know How” da equipa de arquitetos tem-se revelado numa oportunidade para os promotores e investidores das mais inúmeras nacionalidades, nomeadamente espanhóis, luso-canadianos, luso-franceses, entre outros.

A connective arquitets fez o projeto Gavião Nature Village”. Um novo conceito turístico de Glamping, ou seja poder acampar com glamour. São investidores nacionais que reconheceram na equipa de arquitetos as capacidades para criar e desenvolver um conceito completamente inovador no país.

 

 

Para o futuro a equipa projeta continuar a trabalhar com criatividade, inovação e sustentabilidade.

 

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.

Deixar uma resposta